Solicite um Orçamento

O cenário foi novo, mas o espírito de inclusão e solidariedade foi o mesmo de sempre. A 9ª edição da Copa Rudder de Judô, realizada no Ginásio Municipal Lupi Martins, em Porto Alegre (RS) — e não no CETE, como tradicionalmente ocorre —, reuniu 250 atletas e mais de mil espectadores no dia 20 de outubro.

Idealizado pelo sensei Marcelo Xavier, em parceria com a Rudder, o evento foi mais uma vez um sucesso. A Copa Rudder de Judô envolveu neste ano seis entidades sociais e, além de promover uma competição sadia entre judocas de 4 a 18 anos, também proporcionou lanches, atividades e distribuiu kits de material escolar.

A premiação aos atletas — que são separados nas categorias masculina, feminina e pessoas com deficiência, com idades de 4 a 6 anos, 7 a 14 anos, e 15 a 18 anos — estimula a participação, e não vitórias ou derrotas. “A ideia é formar cidadãos”, resume Marcelo. A Copa também promove palestras direcionadas aos pais para mostrar a importância do esporte na vida de uma criança, mesmo que ela não se torne uma atleta profissional no futuro.

Para Marcelo, o esporte também é um promotor de empregabilidade. Embora nem todos os pequenos atletas possam chegar ao nível de disputar uma Olimpíada, é possível ganhar a vida por meio da prática desportiva. “Eu tenho um exemplo de uma aluna que começou no projeto e hoje é professora de Educação Física. Ela encontrou sua profissão como treinadora”, observa.

A Copa Rudder de Judô é parte do projeto Futuro Seguro, que há 11 anos dá aos jovens de 4 a 18 anos a oportunidade de conhecer a cultura do esporte e, consequentemente, ficar longe das drogas. A Rudder financia o evento e apoia na organização, que vai desde o aluguel do espaço para a realização da competição até lanches, premiações, equipamentos de som, entre outros.

Produção de conteúdo: Interna Projetos Editoriais
Jornalista: Cristina Wagner
Fotos: Rodrigo Stobäus

Visão geral do site da empresa Rudder Segurança