RUDDER DÁ EXEMPLO E CRIA PROJETO FUTURO SEGURO,
UMA INICIATIVA QUE INVESTE EM RESPONSABILIDADE SOCIAL.

Há mais de 35 anos atuando no mercado do sul do país, a Rudder, líder no segmento de segurança, que oferece diversos serviços, profissionais treinados e equipamentos de última geração para o setor, começa agora a consolidar o seu braço social, mostrando que a iniciativa privada também pode e deve agir em prol de um futuro mais seguro para todos.

Em parceria com o professor, treinador e faixa preta de judô, Marcelo Xavier, a maior empresa de segurança do estado, que possui profissionais treinados pela SWAT, e pela polícia israelense, investe em responsabilidade social e acaba de lançar o Projeto Futuro Seguro.

O novo braço da Rudder, voltado ao terceiro setor, visa aproximar crianças entre 4 a 18 anos ao judô, o primeiro esporte de luta a ser olímpico. A iniciativa faz com que as crianças e adolescentes se apeguem ao esporte, a sua cultura, disciplina e educação e se afastem dos perigos das drogas que tanto preocupam a população brasileira. O projeto contempla crianças carentes que estão em fase escolar e comprovam assiduidade e aprovação, filhos de funcionários da Rudder e pessoas portadoras de deficiências físicas ou que precisem de necessidades especiais, tendo um forte apego à inclusão social. Um dos exemplos é o judoca gaúcho Hélio Passos, que está sendo patrocinado pela Rudder nesse projeto. O atleta participou do Grand Prix Brasil para Cegos e foi classificado para a seletiva final em novembro no

no Rio de Janeiro para a formação da Seleção Paraolímpica Brasileira, que vai competir em 2012 na Inglaterra.

"Estamos tentando fazer a nossa parte com o Projeto Futuro Seguro. Acreditamos que quanto mais educação e disciplina essas crianças e adolescentes tiverem, maior será a chance de ficarem longe das drogas. Além de ficarem mais conscientes quando atingirem a maturidade. Estamos investindo em um futuro mais seguro para todos com a ajuda do esporte", explica Guilherme Laude, Diretor-Geral da Rudder.

Neste primeiro momento, existem duas turmas de aproximadamente 30 alunos, com 20% das vagas destinadas a deficientes. Eles participam dos treinos que acontecem duas vezes por semana, com o Mestre Marcelo Xavier, e ainda têm aulas de filosofia do esporte, técnica, higiene, segurança e contato com palestrantes das mais diversas áreas. Os encontros acontecem no CETE - Centro Estadual de Treinamento Esportivo, na Rua Gonçalves Dias, 628, Menino Deus.

A Rudder oferece instrutor, local de treino, lanche, abrigos (uniformes), quimonos, camisetas, palestras e inscrições para campeonatos, fazendo com que os alunos tenham orgulho das atividades em que estão inseridos.