Solicite um Orçamento

A porto-alegrense Jacqueline Antunes Porto traz no sangue a vocação para atuar em segurança. Com os ensinamentos do pai policial, entrou na Rudder em 2002 com a consciência de que se tratava do início de uma longa jornada. “Por ser uma empresa de grande porte eu sabia que iria se prolongar a relação, não era ‘pouca coisa’ que havia conseguido”, brinca a profissional, próxima de completar duas décadas na equipe.

Atualmente no cargo de vigilante-base, está em constante troca de ambiente para repor as férias dos demais profissionais. Utiliza de sua vasta experiência para se adaptar rapidamente às equipes. “Gosto desse dia a dia dinâmico, de conhecer os colegas e aprender sobre as rotinas de segurança dos diferentes ambientes atendidos pela empresa”, analisa.

Família grande e vida pessoal agitada

O núcleo familiar de Jacqueline é grande. Na região central de Porto Alegre, vive com três filhos e três netos, além dos dois cachorros e três gatos. Entre festas com amigas e encontros em família, afirma: “Gosto de coisas alegres, tristeza não é comigo”. A vigilante também mantém gosto por escrever, ler e cozinhar. É fã das obras de Erico Verissimo e Agatha Christie e guarda o sonho de cursar gastronomia.

Companheirismo é parte da missão

Jacqueline é comunicativa, característica que reflete em bons relacionamentos. “A interação com os colegas mais novos me faz evoluir, é uma troca constante entre a juventude e a experiência.” Percebe o companheirismo como um dos pilares para a profissão. “Ninguém está sozinho, somos um grupo. Precisamos ser leais e solidários”, afirma.

Acredita ter mais história para ser escrita na empresa. “Tive outras oportunidades, mas continuei na Rudder por gostar do que faço. Não se constrói algo assim somente por dinheiro, tenho prazer em estar aqui”, conta Jacqueline.

Produção de conteúdo: Interna Projetos Editoriais
Jornalista: Caio Spillere

Sandro Maior: há mais de 25 anos faz parte da família Rudder